2. Dados gerais do monitoramento

Muito problema pra pouca conscientização

Período monitorado: Dezembro de 2016, Janeiro e Fevereiro de 2017

Total capturado: 125.193

Do total de comentários, 53,3% são neutros, principalmente por conta de retweets, compartilhamentos de notícias ou piadas, sem que a pessoa expresse um posicionamento com relação ao que está postando. Já as menções positivas, que demonstram um grau de posicionamento e conscientização, ainda que de maneira não aprofundada, somaram 46,2%. Por fim, as menções negativas, quando a pessoa não reconhece o lixo como um problema, somaram apenas 0,5% das postagens, até porque é muito difícil alguém tornar público um posicionamento como esse.

Com relação aos tipos de menções, o destaque ficou com compartilhamentos de notícias e retweets de influenciadores, normalmente com opiniões bem superficiais, com 50,2% do total. Na sequência, aparecem as opiniões, com 18%. As piadas somaram 16,5%.

Além disso, a maior parte dos comentários analisados foram visando conscientizar, ainda que de maneira superficial, com 27,9%. Logo depois aparecem os comentários sobre os problemas gerados pelo lixo, com 18,3%. Na sequência, estão as menções de revolta com comportamentos errados, como não jogar o lixo na lixeira ou deixar resíduos na praia, com 18% do total. Depois vieram as piadas (13,6%), as dicas (12%), comentários de reclamação por falta de estrutura (9,7%) e falta de conscientização (0,5).

Considerando-se a média de postagens por hora, percebe-se um aumento no número de menções a partir das 10h, com o pico sendo registrado às 18h. Já a partir da 0h, o número de comentários cai consideravelmente.

Com relação aos dias da semana, o maior número de menções foi registrado nas segundas e terças-feiras, com uma queda razoável no número de comentários aos fins de semana.

São Paulo e Rio de Janeiro foram os dois Estados que mais registraram comentários sobre lixo no período analisado, bem à frente dos demais. Também tiveram algum destaque Minas Gerais, Paraíba e Rio Grande do Sul.